sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Evento inverno 17 SESC

Tudo numa miscelânea dos anos 1980 e 90 com o 'mood rocker' da década de 1970. Romantismo renovado em inspirações barrocas e vitorianas dá o tom do próximo inverno 2017, segundo o Senac Moda Informação, que apresentou sua 48ª edição, em São Paulo, com pesquisas dos consultores, que percorreram as principais capitais da moda como Milão, Paris e Nova York.


Senac Moda Informação - Inverno 2017

O evento, que aconteceu no último dia 24 de agosto, também contou com a palestra de Chiara Gadaleta, consultora de moda e criadora da EcoEra, abordando práticas sustentáveis no mercado de moda. Estiveram expostos também novos looks inspirados nos principais temas produzidos através do "upcycling", técnica conhecida em que os materiais são reaproveitados.

Vamos aos temas do Inverno 2017:

Boho Dream: Esse passeio por etnias e referências étnicas já vem há algum tempo, influenciando a moda, mas, agora, o foco concentra-se no 'country' dos índios americanos e também da cultura oriental. Estampas passeiam por geometrismos e florais botânicos em tons terrosos.

Free Rebel: Na temporada, os anos 70 voltam-se para o punk rock repleto de tachas, zíperes, fivelas e rasgos juntamente com a estética yuppie e do japonismo, com suas formas amplas que fizeram sucesso na década de 80. Ainda dos festivais de música, o estilo rocker ou o glamrock dos clubes noturnos.

Novos Românticos: Aquela mulher frágil e bobinha ficou para trás. Aqui, as peças ganham referências sofisticadas do período barroco e vitoriano com transparências, frufus e rendas. A leveza surge nas peças inspiradas na vestimenta das bailarinas e nos tons cosméticos.

New Order: Principal tema da estação traz celebres elementos funcionais e esportivos e toques militares, em peças confortáveis e sofisticadas que passeiam no dia a dia e chegam nas festas noturnas. Aqui entram também inspiração grunge, formas assimétricas e toques minimalistas, tudo junto e misturado com referências aos anos 1990, porém com toques e tecnologias completamente transformadas.

Tecidos e padronagens: aposte nos brilhos com muitos paetês, rendas, sarjas, denim e chambray com fio de liocel, veludo, tanto o cotelê como o molhado ou cristal. Entre os mais quentinhos estão o tweed, lã boucle e ponto roma. Com referências streets ou esportivas, prefira o neoprene, malha canelada, malha bandagem e o moletom. Muito moletom em todas as coleções, até mesmo para o público maduro.

Entre as estampas, o Brasil vem investindo mais nas padronagens do que o mercado global. Na pesquisa de Luciana Parisi, foram observados toques náuticos, xadrezes, listras, bolas, paisley e florais. Há a febre de desenhos figurativos com bichinhos, estrelas, caixinhas de chiclete, animal skin e outros. O camuflado não sai de moda e volta com manchas e desgastes.

Cores: Continuam os tons de vinho, bordô, marinho e terrosos juntamente com mostarda, caramelo e verde floresta. Já nos tons suaves, surgem os empoeirados, beges, rosés e rosas limpos. Cinzas, prata, preto e off white, vermelho queimado, roxos e verdes, além dos metálicos dourado e cobre, também fazem sucesso na estação.

Peças-chave: Casaco em lã 7/8, vestidos e saias longas em tecido esvoaçante, camisa com gola laço, cut off (recorte nos ombros) em diferentes peças, saias com plissados, quimonos longos e abertos, looks pijama com conjuntinhos estampados e em tecidos leves, vestidos retos e limpos, saias lápis e na linha A, calças cropped ou pantacourt e pantalonas. Jaquetas bomber (em todos os materiais) e perfecto no jeans. Calças jogger, jaquetas militares e trench coats.

Copyright © 2016 Guia JeansWear. Todos os direitos reservados.