quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

Tecidos no verão

Para não se iludir no verão: Gloria Kalil lista 5 tecidos que parecem frescos mas na verdade esquentam

verão é tempo de se refrescar. A estação dá a chance de se jogar nas roupas mais leves e que nos livrem do calor - mas não adianta nada se o tecido não ajuda.
"Como tudo na vida, nem tudo o que parece, é. Existem tecidos que, apesar de aparentar serem fresquinhos, podem te enganar e deixar a sensação de calor maior", diz Gloria Kalil, que enumera 5 matérias-primas que passam uma falsa impressão de leveza.
1. ALGODÃO/BRIM
  
O tecido mais usado na confecção de roupas nem sempre é leve quanto parece. "Algodão é um tecido fresco, mas não tanto dependendo da gramatura do fio. Depende de uma porção de coisas: se o fio for mais grosso e o pano mais pesado - como o jeans, por exemplo, que é também é algodão - ele vai esquentar. O jeans é um brim, cujo fio é tingido por fora. Qualquer brim é quente, porque é grosso, é muito batido e fechado - ou seja, você mal vê a trama. Toda calça em geral tem muito tecido e eles são mais fechados e quentes do que blusas".
2. CETIM
   
Vale ressaltar as diferenças que envolvem o cetim, que escorrega no corpo e dá a impressão de frescor. "O cetim pode ser de algodão, de seda ou mesmo de poliéster. Evidentemente, dependendo do peso, o cetim de algodão vai ser mais fresco que o de seda. De todos, o menos fresco é o de poliéster, porque é o menos arejado - por não ser um fio natural, e sim feito a partir do petróleo".
3. SEDA
  
Parente do cetim, a seda é a mais enganadora dos tecidos com seu toque. "As sedas mais leves evidentemente são mais frescas que as pesadas, que tem a trama mais fechadas e são mais quentes. Mas não basta ser seda para ser fresca, a seda pode ser quente se for muito batida".
4. LÃ FRIA
 
Por mais que digam o contrário, a lã fria definitivamente não serve para as altas temperaturas. "Lã fria carrega o mito de que é uma lã de fio muito fino, o que supostamente a deixaria mais leve. Ela tem esse imaginário de que se dá bem, inclusive no verão. Mas no calor brasileiro, não tem lã fria que segure".
5. POLIÉSTER/MICROFIBRAS
 
O campeão da lista no quesito 'forno'. "São os tecidos artificiais que são os mais quentes mesmo. Em geral são finos, então são bem fechadinhos e muito batidos para fechar a fibra. Quanto mais batido, menos vento e ar passam pelo tecido. Poliéster e microfibras, até quando elas tem toque de seda e parecem leves, são quentes. Olhando para elas você não diz que pode ser tão quentes quanto são".
Por fim, Gloria observa um detalhe fundamental para driblar o calor. "O que é muito importante e deve ser levado em conta nessa avaliação é cor. Claro que laranja, amarelo claro, branco, off-white e outros tons leves sempre dão uma sensação mais fresca que o cinza, marinho, preto ou qualquer cor escura. A cor pesa muito na sensação térmica também".


   Site Chic - Gloria Kalil
(TEXTO: HIGOR DORTA)