terça-feira, 15 de março de 2016

Conheça a Coperni Femme, marca francesa que está dando cara nova ao minimalismo

Courreges-nomeia-dupla-Coperni-diretores-artisticos-grife-instagram
SÉBASTIEN MEYER E ARNAUD VAILLANT DA COPERNI FEMME ©REPRODUÇÃO
Em apenas dois anos, a Coperni Femme passou de uma coleção cápsula assinada por jovens designers para uma marca vencedora do Andam Award, indicada ao Prêmio LVMH Young Fashion Designer 2015 ao lado de nomes como Craig Green e Jacquemus e que já é vendida em 25 multimarcas pelo mundo – Colette, Le Bon Marché, The Webster e Opening Ceremony entre elas. Agora, Sébastien Meyer e Arnaud Vaillant, dupla à frente da grife baseada em Paris, foram nomeados os diretores artísticos da Courrèges, maison conhecida pela estética futurista e que fez muito sucesso nos anos 1960 e 70.
O segredo do sucesso meteórico da Coperni passa pela combinação esperta entre um minimalismo fresco e um trabalho manual rigoroso. Meyer e Vaillant trabalham meticulosamente em pesquisas de materiais e na manipulação quase científica dos tecidos para desenvolver coleções com silhuetas clean e ares femininos totalmente despretensiosos.
Os dois se conheceram em 2009 no curso de moda da Mod’Art, em Paris, e  têm perfis bem distintos, porém complementares. Enquanto Vaillant dedicou grande parte dos seus estudos à gestão dos negócios de moda, Meyer mergulhou fundo no design. Depois da graduação, Vaillant trabalhou na Chanel e na Balenciaga e Meyer já estava decidido em criar o seu próprio negócio.
“Eu sabia que queria minha própria marca e Arnaud topou”, disse Meyer em entrevista à “Dazed”. “Nós dois estávamos na mesma vibração, estávamos mais interessados em vestir nossas amigas para suas vidas quotidianas do que em criar vestidos de festa para celebridades.”
E de onde surgiu a ideia do astrônomo Nicolau Copérnico para o nome da grife? Meyer explicou: “Ele revolucionou a astronomia e nós nos inspiramos nisso. Nós queremos ser inovadores com nossas roupas e, em algum momento, gostaríamos de explorar a tecnologia para torná-las realmente contemporâneas e chiques”.
É possível dizer ainda que a influência do cientista polaco sobre a dupla de estilistas vai além do que está escrito na etiqueta. Ela chega, inclusive, à moda da Coperni, por meio da natureza concêntrica dos seus designs em forma de mosaico, por exemplo. E também um respiro inovador e moderno muito bem-vindo na cena fashion francesa.
Veja abaixo algumas imagens da coleção de Inverno 2016 da Coperni Femme.

coperni-femme-inverno-2016-16
coperni-femme-inverno-2016-5
coperni-femme-inverno-2016-11
FFW